PASSADOS / PAST

Potrich Galeria de Arte Contemporânea apresenta a mostra “Cromo-paisajes”,

 da artista venezuelana Morella Jurado.

 

 

A exposição “Cromo-paisajes”, com produção e curadoria de Malu da Cunha  acontece de 13 de novembro a 7 de dezembro de 2013, na  Potrich Galeria de Arte Contemporânea, com a presença da artista. Entrada franca.

 

Com texto de Edwin Chacol, historiador, crítico de arte e Diretor do Museu Arturo Michelena, Caracas, Venezuela, a mostra tem o apoio do Governo da Venezuela/Ministério da Cultura.

                          

Serão apresentadas 18 obras, de técnicas variadas.

 

 

Apresentando a série “CROMO-PAISAJES”, a artista venezuelana, que também é Diretora do Museu de Arte Alejandro Otero – MAO, em Caracas, Venezuela, nos traz “….uma pintura carregada de muitas sensações que convidam a descobrir e explorar a potencialidade da terra a partir de sua riqueza. Suas grandes telas estão impregnadas de sensações múltiplas, onde os acontecimentos históricos e da evolução da sociedade desempenham um fator importante. Existem muitas metáforas que se evidenciam e se combinam com os pigmentos quentes. Esta combinação desmonta qualquer anacronismo e apresenta uma paisagem e um novo território explosivo. Estes se convertem no condutor da expressão mais genuína de um mundo carregado de muita autonomia e que ao final se traduz em um espaço liberado dos convencionalismos clássicos.

 

Morella Jurado facilmente consegue fundir o discurso estético com o contexto social. Esta é a contribuição mais importante que expressa sua pintura. Sem dúvida, seu trabalho está comprometido com o novo ser que busca seu interior a sua razão de ser”.

 

Sobre a artista:

 

Morella Jurado nasceu em Caracas, Venezuela

 

Licenciada em Artes Visuais, Menção Pintura, Instituto Universitario de Estudios Superiores de Artes Plásticas Armando Reverón (IUESAPAR), Caracas, venezuela. Participou em diversas exposições coletivas na Venezuela, como: Sala Cadafe, Museu de Arte Contemporânea de Caracas, CEGRA, última promoção em abril, 1990. Sala de Exposições Instituto Nacional de Canalizações, EN SERIE, julho,1990. I Bienal de Artes Plásticas de Mérida,1990. Mostra Latino-Americana de Gráfica Jovem, Oficina de Artistas Gráficos e Associados, TAGA, Caracas, 1991. XVI Salão Municipal de Pintura, Maracay, 1996. Bienal de Artes Plásticas Juan Lovera,1994, 1997, 1999, 2003. Depois, o olhar de 16 artistas, das Finanças Anauco Arriba, Caracas, 2004. Eufemismos Imperiais, Museu Jacobo Borges, Caracas, 2007. El Dorado Hoje, Galeria de Arte Nacional, Caracas, 2007. XXVIII Salão Municipal de Pintura de Maracay, Aragua, 2008. XII Salão de Arte Alejandro Otero, San Antonio de los Altos, 2008. Salão do Centro Português, 2008. Nuances na mudança social, Galeria Caracas, a Rede Arte, Caracas, 2008, 64 Michelena Salon, Valencia, 2008 e 2013. Sua primeira exposição individual foi “Fantasia Livre”, 1992, na Associação Cultural Humboldt, de Caracas. Ainda em outubro de 1982 empreende sua primeira exposição individual internacional, La Gama, na Casa da Amizade dos Povos Soviéticos (CASA DE LA AMISTAD DE LOS PUEBLOS SOVIETICOS, DOM DRUSVA), em Moscou, na Rússia. 2011, celebra sua Individual “Territórios”, no Museu de Arte Contemporânea do Cuzco, Peru. Em 2012 a Galeria de Arte Nacional de Caracas, faz uma retrospectiva da sua obra, com a individual PAIS- AJEES. Foi convidada para representar a Venezuela nos seguintes eventos internacionais:  1992, Cidade de Tunja , Colômbia. 1997,  III Bienal do Caribe e Centro América,  Museu de Arte Moderna, São Domingo, Republica Dominicana e na Associação Venezuelana Catalana, Barcelona, Espanha. 1999,  Valência, Espanha, realiza duas exposições, sendo uma individual, “Fotografia Urbana”, na Galeria Matisse. 2000, instalação “A casa de água” dentro da exposição Cabanyal, de Portes Obertes sob a égide da Universidade de San Carlos, Valência, Espanha. 2010, Transfronteras Contemporâneas: Bicentenário de Independência da América Latina, na Galeria Martha Traba, do Memorial da América Latina, São Paulo, Brasil. 2011, Participa da coletiva itinerante, Ecos de Independência, 200 anos depois, Jordan National Gallery of Fine Arts, em Yordania, Galería Dar Al Baath, Síria, Centro Cultural Safadi e Palacio de Unesco, Líbano. 2012, Foi convidada para a exposição coletiva, Diálogos Latino-Americanos, no Festival Latino-americano e africano de Arte e Cultura, FLAAC, no marco dos 50 anos da  Universidade de Brasília, Brasil. Nos últimos 5 anos tem se dedicado em tempo integral ao trabalho plástico. Foi convidada para representar a Venezuela em diferentes salões internacionais. Foi selecionada no XVII Salão Iberoamericano de Arte celebrado em Washington DC, na American University Museum, Katzen Arts Center , 2008; na exposição ”Re-visões da América Latina”( Re-visiones de America Latina, Arte Venezolano), celebrada no Consulado Geral da Venezuela, em Nova York, no ano de 2008; a 2º Exibição Anual de Arte, 2009 na sala Ice Box do Edifício de Arte Crane, na Filadélfia; na Casa da Venezuela Delaware Valley e na exposição “Elas – nove visões femininas”, na Galeria NPTI em Miami, também no ano de 2008. No ano de 2002 foi merecedora do primeiro prêmio de Melhor Cenografia no Festival Habima, no México, com a obra “Trabalhos de Amor Perdidos”, de William Shakespeare, posta em cena pelo grupo Jalom. Sua obra forma parte da coleção de arte de Petróleos da Venezuela, da coleção do Ministério do Podes Popular para a Cultura na Venezuela e na coleção da Faculdade de Artes da Universidade de San Carles, em Valência, na Espanha, no Museu de Arte Contemporânea da Municipalidade do Cuzco, Peru, e da coleção de arte de Petroleos de Venezuela com sede em Pernambuco, Brasil. Atualmente é a Direitora Geral do Museu Alejadro Otero de Caracas, Venezuela, exerceu a curaduria da exposicao Un solo Cuerpo, arte contemporáneo en los países del Mercosur, com a participacao de artistas da Argentina, Brasil, Uruguai e Venezuela, no mesmo Museu.

 

 

Serviço:

Exposição  “Cromo-paisajes”

Abertura: 13 de novembro de 2013, às 20 horas

Visitação: 14 de novembro a 7 de dezembro de 2013

Horário de Visitação: de terça a sexta, das 10h às 18h. Sábados, das 10 às 14 horas ou com hora marcada