Você tem sede de quê?

Certamente, escrever tem sido um “desabafo”, como comentou um leitor sobre meu último texto. Expor pensamentos e experiências acerca do meu universo particular da Arte é como me desnudar a vocês ou tentar achar semelhantes num mundo tão cheio de diversidades e divergências. Receber este feed back e descobrir que não estou sozinha é um oásis no meu deserto de insatisfação pessoal. Colegas, descendentes de italianos, amigos, clientes e familiares que também se emocionam perante uma majestosa obra de arte, aprendem que as instituições de arte são grandes escolas e que somos todos companheiros nesta dura e doce jornada cultural! Entre um passeio turístico nas praias de Pernambuco e uma passadinha ao Instituto Francisco Brennand (artista que faleceu há pouco mais de um mês), ou ver pessoalmente famosas obras que estão impressas nos livros pintadas sobre telas, nas paredes do Louvre Museum ou os corpos em grande escala esculpidos em bronze, no Rodin Museum, ou ainda um passeio cultural em Sidney, no Art Gallery of New South Walles para atualizar a alma com arte contemporânea são alguns testemunhos que fiquei devendo compartilhar por aqui. Obrigada, carxs leitorxs!

A escrita é também um processo de autoconhecimento. Depois de escrito, postado e lido passo a fazer parte de vocês e vocês, de certa forma de mim! O imortal, João Ubaldo Ribeiro faria aniversário nesta quinta-feira passada e como o Sol começou a iluminar o signo de Aquário, bom lembrar que este escritor deixou uma verdadeira produção literária, digna de um baiano que conhecia mais da personalidade nordestina do que o colega Paulo Coelho, realmente conhecera de alquimia! Dito o signo rebelde e transgressor, o aquariano é regido por Urano, planeta cujo nome denominou um dos elementos químicos mais radioativos que o homem já descobriu, o urânio! Isso só para justificar a natureza indômita deste signo e de seus ascendentes. Apesar disso, são leais, livres e dados à uma perspectiva mais coerente e humanista do futuro e só para lembrar um dos grandes aquarianos da história, o grande astrônomo e cientista, Galileu Galilei!

Sim, este é outro desabafo! Sou aquariana e mais especificamente do dia e mês do cantor Bob Marley, cuja breve carreira sensibilizou o mundo e contaminou os ouvidos alheios com “one love, one heart, let’s get together and feel all right” … Mas é claro que somos também uma dicotomia: ying e yang, o bom e o ruim, assim como a Arte. Sobre se aperfeiçoar e alimentar o lado bom que existe dentro de cada um de nós a curadora paulista, Aracy Amaral tem um vídeo no youtube que descreve os passos para aprimorar nossa visão estética. Segundo ela, devemos frequentar constantemente mostras de arte, museus, galerias de arte para que nosso olhar ganhe experiência, para que saibamos identificar e comparar uma obra, uma curadoria e uma montagem da outra. Essa distinção se dá com o tempo, com a vivência e a coerência de quem observa, estuda e contrasta. Darei um exemplo metafórico: tomar Coca-Cola é delicioso, ela ativa nosso corpo com sua cafeína super dosada, provoca uma sensação refrescante e uma felicidade instantânea, no entanto ela faz mal à saúde, é uma das empresas que mais poluem o planeta com plástico e provoca osteoporose precoce. Por que beber, então? Como diria Mario Sérgio Cortella: a Arte, assim como a Filosofia são construtores de sentido, a tarefa central da Filosofia é perturbar e, é através desta perturbação, que as pessoas conseguem achar o sentido real da felicidade. Mas quem está preparado para ser perturbado? Daí começa a ficar interessante comparar uma boa bebida de uma outra, uma obra de arte com outra. Por isso mesmo, nem comentarei o que penso sobre o “artista” que fica pintando políticos brasileiros em Miami, não é mesmo?! E você, tem sede de quê?

IMG-20190225-WA0027

Mostra “50 anos de Realismo- do fotorrealismo ao realismo virtual”, 2019, CCBB-DF