PASSADOS / PAST

EPIDERME URBANA

.

O mineiro, Paulo Torres, diplomado em Belas Artes pela UFMG, abre a mostra individual, Epiderme Urbana, no dia 01 de setembro, a partir das 19h, na Galeria POTRICH.

Presente nas três últimas edições da SP Arte, Torres marcou presença em vários salões de arte mineiros e galerias de arte nacionais e feiras internacionais. Premiado em 1994, pela Escola de Belas Artes/UFMG, Torres inicia uma carreira que percorre o inverso do Grafite, segundo Miguel Gontijo:

“Paulo busca a sutil descarnação da fuligem que cobre as nossas cidades.” (texto do Catálogo Epiderme Urbana, SET/09)

A elaborada técnica que executa ao catar imagens de paredes da cidade (ou muros) e inseri-las no contexto pictórico de sua tela revela uma nova perspectiva urbana. Então, epiderme seria o registro do processo criativo do artista, em recolher imagens da cena urbana e condicioná-las à pele de sua obra de arte. O resultado deste trabalho, na linguagem de Gontijo é o espírito (textura) encarnado nas paredes ou muros da cidade, sendo descarnados pelo artista e se revelando numa nova matéria.

TATIANA POTRICH

[imagebrowser id=29]