Edital 2020

CONFIRA NO LINK O CATÁLOGO VIRTUAL DE PITÁGORAS LOPES

Pitágoras-Lopes

CONFIRA NO LINK O PASSEIO VIRTUAL PELA MOSTRA EDITAL 2020

Mostra-Edital

Mostra Edital 2020

40 anos de Arte Contemporânea Potrich & 30 anos de pintura Pitágoras

A Potrich Galeria, em virtude da pandemia adiou alguns compromissos e por isso decidimos organizar mais uma mostra virtual em comemoração aos nossos 40 anos. Aprovado em 2018, pela Lei Goyazes, com a formatação do curador Enock Sacramento, o Projeto “Tudo que é imenso lembra o mar” idealizou uma mostra com gigantescos painéis do artista Pitágoras, que neste ano comemora 30 anos de trajetória. Os três formidáveis painéis de Pitágoras, na dimensão de 600 x 150 cm cada, fizeram parte do 34° Panorama da Arte Brasileira, em 2015 sob a curadoria da renomada paulista, Aracy Amaral. As obras foram encomendadas para mostra “Da Pedra Da Terra Daqui”, um estudo aprofundado de Amaral sobre a formação geológica e humana do litoral do Brasil, num resgate de artefatos rupestres, sambaquis e inscrições arqueológicas que auxiliam estudiosos do assunto a identificarem características físicas e comportamentais da nossa formação social. Dentre detritos, conchas, ossos, rochas, pedras afiadas e (talvez) objetos de adoração e arte, o catálogo da mostra realizada no MAM-SP traz o registro destas valiosas fontes de conhecimento. O artista goiano Pitágoras foi selecionado ao Panorama para representar a pintura nas Artes Plásticas, ao lado de artistas incríveis como Berna Reale, Cildo Meireles, Cao Guimarães, Erika Verzutti e Miguel Rio Branco.  É com muito prazer que apresentaremos uma parte deste trabalho de Pitágoras para a comemoração dos seus 30 anos de pintura e dar continuidade à celebração de nossos 40 anos na quarentena.

Outro presente para esta comemoração será a mostra dos 5 (cinco) selecionados do nosso Edital 2020, em Abril, os artistas: Carlos Mota Morais, Carol Nolasco, Fabio Pedrosa, Lívia Chagas e Ricardo Masi. Com um corpo de jurados especializados em Arte e nas tendências contemporâneas convidamos a conceituada empresária, Abadiah Raich, especialista em Design e proprietária de uma das maiores lojas conceito do Centro-Oeste, a AZdecor, o colecionador, poeta e marchand Marcos Caiado e o professor efetivo na FAV/UFG e doutorado em História da Arte pela Universidade de Girona/Espanha, Dr. Paulo Feitoza. 

Desde 2015, o jovem Carlos Mota Morais (GO) preenche seu currículo com mostras significativas, como “Um corpo no ar pronto pra fazer barulho”, no MAC-GO, em 2018 e a “Tubo de Ensaio”, em 2019, na Galeria Sebastião dos Reis, com supervisão do artista e professor Luiz Mauro. Seu desenho permeia a inconstância da felicidade, ora abalada pelo cotidiano das ferramentas de trabalho como a enxada, a pá, a faca, a tesoura e o martelo, ora escondida nos pequenos prazeres do dia como sentar, comer, o balançar da rede e a cama para dormir. Nada é o que parece na obra de Carlos e aí está sua autenticidade.

Carol Nolasco (GO) é a novata da turma e estuda os caminhos da linha experimentando o carvão e outras técnicas para reinventar as formas do rosto. O objetivo central de Carol é executar o desenho mantendo o traçado de linha única.

Fábio Pedrosa (AL) é alagoano, residente em Brasília. O artista tem uma trajetória criativa dentro de um olhar atento e jornalístico, que foi a sua formação acadêmica. Seus temas retomam as cenas simplistas, mas também curiosidades sobre a vida urbana, a arquitetura das cidades e registros de acontecimentos e comportamentos marcantes, como numa floresta tropical onde se camuflam índios caçando, ou crianças brincando numa piscina inflável no quintal de casa. Entre a acrílica e o óleo, Pedrosa lança seu olhar curioso sobre uma ideia, pronto a posicionar seu pincel e registrar um momento especial.

Lívia Chagas (MT) é uma exímia aquarelista. Seu controle calculado da dança da tinta sobre o papel transforma com suavidade as formas do corpo feminino. Em tons ora frios, ora quentes, a artista define como num infravermelho a temperatura do corpo, as cores frias que inibem a posição do nu feminino numa exposição às escondidas, ou as cores quentes, que demonstram a força do calor do toque das mãos. A aquarela é o suporte que endossa sua habilidade artística do desenho e sua pesquisa sobre o corpo feminino.

Ricardo Masi (GO) tem formação em Arquitetura e uma leve tendência ao design, mas se sente demasiadamente atraído pelas Artes Plásticas. Masi também tem uma assídua atração pelo origami e organizou uma pesquisa com dobras e formas para investigar as cores e profundidades deste artesanato. Partindo desta ideia, ele adaptou uma técnica própria que denominou de dobragem e executou uma série de cidades monocromáticas, homenageando os contos de Ítalo Calvino (1923-1985) sobre as “Cidades Invisíveis”.

O grupo misto de jovens talentos selecionados se divergem entre o desenho à lápis, o carvão, a pintura, a aquarela e a técnica de dobragem, cujo objetivo coletivo é demonstrar a diversidade de criação e suporte de cada um para aproximar suas técnicas ao jovem consumidor ou colecionador de Arte. O ato de consumir cultura é um prazer e uma constante neste mercado. Investir em jovens promissores, participar do circuito artístico, se envolver em discursos e eventos que se comprometem ao bem estar comum é uma abertura à possíveis diálogos, à valorização da cultura como fonte de conhecimento, às novas criações sustentáveis regadas de posicionamentos éticos contra preconceitos e a auto crítica como veículo de respeito ao próximo, isto é a Arte como empatia. Estes sempre foram nossos objetivos ao trabalhar com Arte e continuará sendo por mais quarenta ou quarentenas! Viva a vida! Viva a Arte!

Serviço

Mostra Edital 2020 – 40 anos de arte contemporânea Potrich & 30 anos de pintura Pitágoras

Passeio virtual através de catálogo e vídeos em nossas redes sociais

@potrichgaleria @garimpotrich / Facebook – potrich.galeriadearte / www.potrichgaleria.com

Potrich Galeria – Rua 52, 689 Jardim Goiás Cep 74.810-200

Contatos (62) 3945 0450 – 9 9944 0178 – 9 8177 01 76

Atendimento com hora marcada e tempo de visitação máximo de 20 minutos

Ambiente esterilizado com luvas e máscaras

Data 01 de setembro a 01 de novembro de 2020