PASSADOS / PAST

BLUE

.

Em sua primeira mostra individual intitulada BLUE, o jovem artista goiano Gustavo Rizério caminha em direção a explorar as potencialidades da pintura. Seus trabalhos, ainda que inconscientemente, estão implicados numa teia de relações com a história da arte, como se cruzamentos entre códigos de genealogias diferentes estivessem sendo promovidos para gerar um ser híbrido, que não está obrigado a cumprir um compromisso de separação entre a figuração e a abstração, e entre o passado e o presente.

A atual produção de Gustavo Rizério encaixa-se na tradição da arte goiana caracterizada por elementos oriundos de expressionismo. O expressionismo foi o modelo mais aceito pelos artistas locais desde o início do desenvolvimento da nossa produção a partir de meados dos anos 50. A leitura de suas obras aponta para aspectos desenvolvidos dentro desta tradição como a problematização da figura humana num ambiente angustiante, e colocam o problema da herança regional confrontada com as questões internacionais vigentes no circuito de arte contemporânea.
O artista se posiciona diante do cenário artístico de Goiânia, com suas indagações, seus conflitos, suas heranças, suas crenças, certezas e incertezas, professando sua vontade de dar continuidade a uma linguagem, na qual poucos de sua geração ainda investem.

.

Divino Sobral

[imagebrowser id=28]