BLOG

obra impedida no MAM-SP

 
No começo achei pitoresco, depois, ao tomar conhecimento da recorrência desses casos no atual circuito de arte brasileiro, resolvi dividir minha preocupação. Falamos de censura ou algo parecido…  Serei breve:
Em 2007 realizei, em um evento no MAC / Niteroi, o trabalho Fani Dark. Na época da mostra, a ex-Big Brother Fani posou para a Playboy e milhares de cartazes da revista foram espalhados pela cidade do Rio (a maioria em verso de bancas de jornal). Naturalmente, com o passar do tempo, boa parte dos cartazes sofriam algum tipo de intervenção (inscrição, desenhos, rasgos, perfurações, etc). A pretensão de afirmar tal prática, espontânea e anônima, como processos verdadeiramente artísticos e de natureza urbana me motivou a produzir esse trabalho: distribuí uma centena desses cartazes numa área externa do museu e, acompanhados de hidrocores, convidava os visitantes a intervir nos posters. Embora sutil, as intervenções (muitas vezes rabiscos apressados que combinam humor e preconceito) revelam a concepção de moral, as opiniões e complexos de seus autores. Ao mesmo tempo, populariza procedimentos de pintura (combinada) bastante usuais na historia da pintura recente (de Rauchemberg aos dias de hoje).
Passados três anos, fui convidado a integrar a exposição “A cidade do homem nu”, no Museu de Arte Moderna de São Paulo, com três desses cartazes da Fani. A mostra abrirá esta quinta-feira, 15 de Abril, mas, para minha surpresa, eu e o curador da mostra fomos informados que não poderíamos “expor ou reproduzir a obra, para evitar problemas jurídicos relativos ao direito de imagem da ex-BBB” – era o que me informava o departamento jurídico do MAM. Este, havia contactado a assessoria da ex-BBB pedindo autorização do uso de sua imagem. A autorização foi negada, pois “infelizmente ele não agrega fatores positivos a imagem da Fani”. Também entraram em contato com a revista Playboy, que afirmou que “a modelo Fani Pacheco e o fotógrafo J.R. Duran devem aprovar não só a exposição das fotos, mas também as alterações que foram feitas nelas”.
Procurei, então, a curadoria do Museu para saber se tinha conhecimento desse problema, me informando estar subjugada ao departamento jurídico da instituição. Argumentei, em vão, que se tratava de uma apropriação, processo comum na arte (já há algum tempo) e que a negativa ia de encontro a liberdade de expressão. Falei que, como aqueles três cartazes, houve centenas, milhares deles na cidade do Rio acompanhados de intervenções até mais contundentes que aquelas que seriam apresentadas. Por fim, esclareci que o trabalho expunha, na verdade, a moral daqueles que participavam com as intervenções (além da abordagem sexista com que os veículos publicitários tratam a mulher, em particular) e não a figura pública da Fani – que, particularmente, curto. Tratava-se de uma homenagem.
Lamentavelmente assisti, com clareza, a derrocada de princípios curatoriais em benefício de processos empresariais de funcionamento. Gestões de museus, cada vez mais voltada à indústria de entretenimento, imprimem o conjunto de regras e processos corporativos às entidades culturais. Condicionada a administração do capital e do lucro, fracassa a instituição na sua função de gerir subjetividades. Vale lembrar, num momento que até mesmo a Radiobrás, empresa de comunicação do Governo Federal atua sobre licença de Creative Commons, compartilhando livremente seu material e estimulando a prática de editoração, montagem e apropriação (apenas citando a fonte).  Triste, mas necessário, debater isso nos dias de hoje, passados quase cem anos (na verdade 98) da criação do primeiro ready made. Aqui, pediriam licença pra fabrica da roda da bicicleta…
Alexandre Vogler 
enviado por A Gentil Carioca 
imagem  Folha Online

orbitas

Ao que parece ser uma superfície de algum planeta inóspito, deleita se um simples par de brincos… Os estudos em fio de cobre esmaltado são apenas o início de uma trajetória intergaláctica sobre as formas e possibilidades da joalheria, inspirados no Universo e na Natureza. As jóias são assinadas por Tatiana dePot

novíssimos 2010

Será realizado no período de 28 de julho a 27 de agosto de 2010 a 40ª edição do Salão de Artes Visuais NOVÍSSIMOS, idealizado e organizado pelo Instituto Brasil Estados Unidos | Ibeu, que neste ano comemora os 50 anos de sua Galeria, localizada em sua sede, no Rio de Janeiro | RJ.
O objetivo de NOVÍSSIMOS é reconhecer e estimular a produção de “novos” artistas, e com isso
apresentar um recorte do que vem sendo produzido no campo da arte contemporânea brasileira.
Neste ano, paralelamente à exposição, serão organizadas mesas-redondas com a proposta de debater o formato “Salão” e sua manutenção como forma de inserção de novos artistas no meio da arte brasileira.
Inscrições: de 05 a 16 de abril de 2010
O edital e a ficha de inscrição poderão ser obtidos no blog  ibeu galeria . A ficha de inscrição e o dossiê do artista deverão ser enviados por Carta ou SEDEX (com data de postagem até 16 de abril de 2010) ou entregues diretamente no Centro Cultural Ibeu: Av. N. Sra. Copacabana, 690 – 9º andar – Copacabana – Rio de Janeiro – RJ – CEP: 22050-001. Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 10h às 18h. Contato: galeria@ibeu.org.br
mais informações: art ref

passos para dança

enviado por Sacha Witkowski
sachawitkowski.blogspot.com

aluga-se em exposição

Coletiva Aluga-se na Avenida São Gualter

Casa dos anos 50, no Alto de Pinheiros,
ao lado da Praça Panamericana, se converte
em espaço para exibição de obras de 33
artistas de abril a junho.

Para mais informações.acesse o nosso blog:
http://alugase2010.wordpress.com/
Evento: exposição coletiva Aluga-se
Local: Avenida São Gualter, 1941, Alto de
Pinheiros, São Paulo
Abertura: sábado, 10/04/2010, 15 horas
Período Expositivo: de 11/04 a 12/06,
das 12 às 20 horas.Telefone: (11) 95940763
Entrada gratuita e livre.

na foto Bettina Vaz Guimarães

sinais – sebastião rodrigues

enviado por: Sebastião Rodrigues

Notícias de Arte – ABR/2010

As Notícias do Mês de Abril trazem como illustração a página do Anuário da  Revista DASartes e o Veredito sobre a enquete do nosso blog.
VEREDITO: Informamos que o artista Gustavo Rizério teve a maioria dos votos, seguidos de Luiz Mauro, Rodrigo Flávio e Rodrigo Godá.
CALENDÁRIO: Deixamos também a errata, neste post, à respeito da programação das próximas Exposições de Arte na POTRICH Galeria não divulgadas no Anuário, que foi editado em Fevereiro antes da definição de datas:

Julho – Exposição do goiano Alejandro Zenha, através

Novembro/Dezembro – Exposição FAKE FAKE, La Revanche 3.

bolsista – polo arte

SELEÇÃO DE BOLSISTA PROBEC/2010 – POLO ARTE NA ESCOLA GOIÁS
O Programa de Extensão Polo Arte na Escola – Goiás seleciona 01 bolsista pelo Programa de Bolsas de Extensão e Cultura (PROBEC/UFG).
Os candidatos deverão atender aos seguintes critérios:
– Estar regularmente matriculado no curso de Licenciatura em Artes Visuais da FAV/UFG, do terceiro período em diante;
– Não ter tido reprovação no segundo semestre de 2009;
– Ter disponibilidade de 20 horas semanais para cumprir as atividades no Polo Arte na Escola (no Campus I), de segunda a sexta no período da tarde, das 13h30 às 17h30;
– O candidato deverá ser comunicativo, responsável e zeloso no cumprimento das atividades a ele atribuídas;
– O candidato não deve ter vínculo empregatício ou possuir outra Bolsa, de qualquer natureza;
– No caso de candidatos que foram Bolsista/Voluntário no ano anterior, poderão concorrer desde que tenham cumprido todas as exigências do programa de bolsas do ano letivo de 2009.
Inscrições:
De segunda a sexta, das 8h às 14h, no período de 5 a 15 de abril de 2010.
Falar com Renato Malta no fone 3209-6258.
Endereço: Prédio do Museu Antropológico, terceiro piso, sala 1 (Coordenação do Polo Arte na Escola Goiás).
No ato da inscrição o candidato deverá entregar os seguintes documentos:
– currículo lattes atualizado;
– cópia de RG e CPF;
– histórico acadêmico atualizado;
– comprovante de matrícula 2010.
enviado por: 
Manoela dos Anjos Afonso
Coordenação Pedagógica
Polo Arte na Escola Goiás – FAV/UFG

coleção de gilberto chateaubriand

O Museu de Arte Moderna do Rio Janeiro inaugura a exposição “Apresentação Novas Aquisições 2007 2010 – Coleção Gilberto Chateaubriand”, com cerca de 100 obras, dentre pinturas, esculturas, desenhos, gravuras, fotografias, grafite e instalações. São 87 artistas que, juntos, representam um panorama do pensamento de Gilberto Chateaubriand sobre a arte brasileira e celebram o vigor do colecionador na busca de novos artistas nas diversas regiões do Brasil. A mostra traz ainda obras de alguns artistas estrangeiros, que também passaram a integrar a coleção, nos últimos três anos. 
O único artista goiano representado na mostra é o veterano Rodrigo Godá, com obra de 3,00 x 7,50m.
Os painéis foram fotografados na Galeria POTRICH, por François Calil, para o catálogo da exposição (que leva o mesmo nome da obra), Escrituras & Filigramas, com texto de Marcus Lontra. A mostra esteve na Caixa Cultural de Curitiba e, posteriormente, na Caixa Cultural de Brasília, no ano passado.
Hoje, a obra, composta de 4 telas coloridas em grandes dimensões, faz parte do acervo de Chateaubriand e se encontra na entrada da parede principal do Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro.
Parabéns, Godá! 
 

Saiba mais e assista

Lista dos artistas em exposição: DASartes

arte e tattoo


O jovem artista goiano, Gustavo Rizério acaba de desfazer as malas após participar da TATTOO CONVENTION in Philadelphia… Hope you bring news, my friend!!! Apostamos na carreira deste talentoso artista e também acreditamos na tatuagem como arte que se expressa através do corpo …  Good luck, kid!!!

Obra de Gustavo Rizério, fotomontagem com manipulação digital, 2009.

Tattoo in progress, por Gustavo Rizério. Inspiração para a fotomontagem.